功夫 – Kung fu no UFC?

Yi Long é um lutador Kung Fu, que se apresenta como um monge Shaolin, nascido em abril de 1987. O chinês chegou a ter 2 milhões de acessos em um vídeo no Youtube, porém, o que mais chamou atenção é como ele aguenta tanta porrada e também seus altos chutes de lateral.

Yi Long – Kungfu

O MMA, que era conhecido como vale tudo, tinha a intenção de colocar todas as artes marciais do mundo em um único lugar, o octógono, que substituiu muito tatame e ringue, porém, as lutas começaram a perder adeptos depois da criação do evento.

Segundo a maioria dos organizadores, era uma forma de mostrar qual arte marcial seria a mais poderosa, e com os passar dos anos o MMA acabou virando uma luta, pois, em muitas academias, se aprende exclusivamente a luta de três letras, mas o Jiu Jitsu e o Muay Thai são as que têm os golpes mais utilizados. A luta tailandesa (Muay Thai), chegou a ser ironizada quando chegou ao Brasil, pela roupa colorida, pelo nome e até pela sua procedência, mas virou febre no país, onde a canela é muito calejada.

Neste momento, com o nascimento da nova luta, algumas outras perderam espaço, hoje o Boxe não desperta mais tanto interesse e o Kung Fu que já foi febre nos anos de 1970, graças à imagem de Bruce Lee, começou a ser visto como uma luta defasada, o principal motivo é porque os lutadores não participam de MMA, e os poucos atletas que dizem já ter praticado a arte, não foram bem, isso só fazia com que muitos ironizassem, a talvez, mais antiga das lutas.

No ano de 2010, Yi Long desafiou um lutador de MMA e policial Adrienne Grotte, Long perdeu, mas foi elogiado pela sua técnica. Na sequência foi desmentido pelo governo chinês, alegando que ele não era monge do Templo Shaolin, mesmo assim as lutas continuaram, Yi derrotou muitos lutadores de MMA, até ser desafiado pelo tailandês Buakaw, mestre do Muay Thai, a luta foi super disputada, Yi Long bateu mais, o problema é que ele perdeu muito ponto, e Buakaw foi o vencedor, os dois se abraçaram, ajoelharam e fizeram reverências ao Buda (religião de ambos), mas de forma ridícula, foi colocado o título no Youtube: Monge Shaolin, se ferrou a enfrentar um lutador de verdade.

 

A grande ideia desse texto é  realmente falar de como o monge está sendo desmerecido por todos do MMA, nas redes sociais, o assunto é um só, afirmam que ele só pegou adversários fracos, porém, esquecem que ele já lutou em Las Vegas, Yi chegou a ser derrotado também por um mestre de Taekwondo coreano, mesmo assim os que já o desafiaram, ganhando ou perdendo, elogiam a sua força e técnica, inclusive um brasileiro de nome Jackson, praticante da arte tailandesa, foi derrotado pelo monge.

Tudo isso resultou em várias discussões, segundo os praticantes de Kung Fu, a luta nunca participou dos torneios de vale tudo porque tem golpes mortais, não podendo ser usado no octógono. Já para os praticantes de outras lutas, o Kung Fu é cinematográfico, cheio de mentiras, ainda mais quando nas Olimpíadas de Pequim em 2008 houve algumas demonstrações, exibindo um lado mais artístico, usando o leque e mostrando alguns golpes que lembravam dança, isso fez com que os mais jovens se desinteressarem.

Recentemente, um mestre de Tai Chi Chuan apanhou em dez segundos, de um lutador de MMA e o vencedor disse: “Estou provando que as lutas chinesas, são uma mentira”.

Segundo informações, Yi Long se prepara para enfrentar os grandes do MMA, mesmo fugindo do assunto, quem o assiste fica impressionado com sua técnica, o lutador usa exclusivamente Kung Fu em 33 lutas e já obteve 26 vitórias.

Uma análise fria: quando um lutador vence é porque ele é bom, independente da luta. Outro assunto a se levantar é que os cartolas do UFC sempre queimaram o Kung Fu pelo fato de muito lutador não querer participar das disputas, alegando que eles têm medo.

Esquecem que Bruce Lee, o grande nome das artes marciais, que aprendeu diversas lutas, era profundo conhecedor de Kung Fu, assim como os atores Jackie Chan e Jet Li, ambos praticantes do estilo Wushu, arte que Ip Man ensinou à Bruce Lee. Ip Man teve sua vida retratada no filme, O Grande Mestre, o ator vietnamita Donnie Yen também é praticante da arte chinesa, junto com Jiu Jitsu, Judô e Taekwondo, e passando também pelo MMA,  onde teve boas conquistas, além do lutador de UFC, Cung Lee que já confessou ter praticado Wushu.

Muita polêmica ainda vai rolar, mas Yi Long com certeza colocou o nome do Kung Fu novamente no circuito de lutas.

 

Fonte:torcedores.uol.com.br

Deixe um comentário